sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Ilustra: passo a passo para, o Jornal popular de Barueri

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Passo a passo da ilustra para o Jornal Popular de Barueri (JPB). Teve algumas mudanças da ideia original da ilustra, por motivos de impressão. Bom, espero que gostem amigos!
Até mais.


Ilustra do amigo e professor Rafael Morita

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Rafael Morita, grande amigo e meu ex- teacher de desenho. Após uma década, sem rabiscar, ele voltou... sim sim sim salabilson!! #heisback.
Tenho certeza que logo menos outras ilustras virão em seguida, e claro, uma com mais detalhes e riquezas de criatividade que a outra!




Ilustra para o Jornal popular de Barueri

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Bom, mais uma vez estou eu (claro que sou eu né seu tonto) aqui, para trazer mais uma ilustra para o Jornal Popular de Barueri, sobre o queridíssimo prefeito que, segundo algumas fontes, ele está com o C@ na mão, isso é o que as más e as boas línguas falam.
Bom, segue a ilustra sobre. Espero que gostem, e até mais.




sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Passo a passo da Ilustra: Sem cartão, sem rematrícula!

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Passo a passo da ilustra feita para o Jornal Popular de Barueri (Link).






Sem cartão, sem rematrícula!

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Mais uma ilustra para o Jornal Popular de Barueri (Link), mostrando o transtorno que as mães de Barueri passaram e estão passando, onde muitos estão deixando de ir trabalhar para pegarem uma fila enorme, onde são obrigadas, de fato, a fazerem o tal cartão, pois se não tiverem o milagroso "CADASTRÃO", não terão mais acesso aos benefícios público. WTF?!! Benefícios públicos, são para o PÚBLICO P#$@#!!!






sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Cartão "CADASTRÃO"

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Essa semana, fiz mais uma ilustra para o Jornal Popular de Barueri (Link), mostrando uma das verdades do pequeno condado de Barueri, onde só é cidadão da mesma quem tem em mãos o Cartão Barueri, ou seja, se alguém vem de outro estado ou cidade e precisa de um atendimento urgente, BANNNN, tá fora, pode adoecer a vontade, pois você não tem o Cartão Barueri, então não é cidadão de Barueri... Em fim, são coisas que Vossa Excelência, o Prefeito, teve a "genial" ideia de favorecer aos moradores do pequeno condado, causando alguns aborrecimentos na população. Sim, tem os que aprovaram, e sim, também tem aqueles que não tem a alienação de aceitar esse cartão milagroso para "facilitar" o atendimento nos serviços públicos. Serviços públicos são para o público, público são pessoas, o povo, independente de município, cidade e estado, isso acaba excluindo as pessoas de outros estados principalmente, sim excluem, essa é a palavra. A única solução é transferir seu título, detalhe, o mesmo precisa estar no mínimo um ano cadastrado em Barueri (hummm, que vocês acham? Transferência de titularidade = + votos, + votos = a história que todos nós conhecemos, e por aí vai...), essa é a única solução. Em fim, chega de blá blá blá. Espero que gostem.




sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Ilustra feita para o Jornal Popular de Barueri

Saudações amigos e amigas terrenas!

Mais uma vez estou por aqui, agora para mostrar uma ilustra que fiz para o Jornal Popular de Barueri. Mostrando a omissão dos vereadores da querida cidade de Barueri, onde o prefeito é quem fiscaliza os vereadores e não o contrario (estranho isso, mas é a atual política nossa meus caros). Enfim, satirizei esse fato em um dos superfaturamento que aconteceu, onde R$8 milhões foram lucrados nos bolsos de, sabe lá quem... (fingimos que sabemos, mas sabemos!).










segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Trecho de: Babel - Horizontes

Saudações amigos e amigas terrenas!

Trecho de: Babel - Horizontes.

O que é real em meio a todo esse mundo

Às vezes minha mente se perde em devaneios longínquos, aos quais me tiram daqui e me fazem ir além do que se está presente. Tenho medo, alegria e tristeza, pois não sei onde irei chegar com tudo isso. Sei que às vezes desejo que chegue logo, mas peço que demore, pois eu os amo. Livrai-me de todo o mal, mas me pergunto se há lógica. Olhe para mim. Minha mente me diz que tudo está ligado e conectado, e às vezes vejo o quão ilusório e irracional são os dias. Está frio, muito frio, perdoe-me, pois eu pequei. Dê-me a vida agora.
O que esperar de tudo, sendo que possivelmente estamos dentro de um sonho e que tudo irá acabar quando acordamos, não sabemos o que realmente veremos, se luzes ou o mais profundo vazio, cheio de trevas, triste como o cinza no coração dos iludidos por um material de cúbica e ambição.
Olhe para mim...
Eu os vejo, e vocês não me veem, pois o quão glorioso doce ventre és o amargo dia em que todos nós, nos iludimos de tudo isso. A vil e pútrida estadia de doentes em seus leitos são quase incapazes de ver um palmo além do materialismo. Estou só, olho para o céu escuro e minha mente cai em trevas.
Olhe para mim, agora.
Está frio e a escuridão me pegou, sozinho e perdido, não há caminho, nem volta, nem esperança, não posso. A saudade me machuca, pétalas de rosas caem em meio ao chão seco, e são levadas a lugares distantes pelo vento que toca o rosto de todos e traz até mim suas histórias e glórias, percas e vitórias, suas dores entram em mim, posso senti-las, suas lágrimas e risos, é estranho, pois parece que estou dentro de todos ao mesmo tempo, eu os vejo e vocês não me veem. Perdoe-me, perdoe-me... eu pequei.

Olhe para mim...

Estudo

Saudações amigos e amigas terrenas!

Mais um estudo de anatomia feminina "erótica". Espero que gostem pessoal, até mais.

:)






E ao pó retornarás...

Saudações amigos e amigas terrenas!

Esse é um tema onde gosto de retratar o atual homem moderno e suas tais, limitações. Sabemos que em algum momento, ano, mês, dia, hora e quem vai saber lá... iremos, sim, iremos para não se sabe onde, acredito que somos parte de tudo, de todos, algo grande, algo que, no meu ponto de vista é um particular de cada um acreditar e crer, ou não crer. Sei que há varias crenças e religiões, seus deuses e dogmas, bom, o que é fato comprovado é que somos compostos de energia, e energia não morre, transforma-se. Contudo, rabisquei o homem abaixo, voltando para suas origens.



Quando é pecado?

Saudações amigos e amigas terrenas!

Para aquele quem ora todas as noites
Aquele que dobra seus joelhos e sussurra
"não nos deixei cair em tentação"
Aqueles que tentam se segar com suas próprias palavras
Gritantes em seu ouvido
Na sua mente, mas não conseguem
Pois sabem que, só se vence a tentação, depois de ser jogado nela
É apenas, o homem, uma carne, seus desejos, sua tentação
Apenas "humano, demasiado humano"
Então, quando é pecado?








domingo, 4 de agosto de 2013

Mais um concept de: Babel - Horizontes

Saudações amigos e amigas terrenas!

Mais um estudo de concept para a história Babel - Horizontes. Ainda buscando mais referências, pois é uma grande realização para mim, escrevê-la está me dando uma vantagem em pesquisar e estar conhecendo cada vez mais alguns temas aos quais sempre tive vontade de saber como é de fato, suas leis e costumes (confesso que estar sendo bem esclarecedor), uns deles, religiosos, afinal, religião é o carro chefe, onde se pode manipular uma nação e até fazê-la acreditar em algo para que nós, pobres mortais, sejamos podados em certos pontos de nossa vida e que precisamos de "algo" para nossa tal esperada salvação.









Sketch: Babel - Horizontes

Saudações amigos e amigas terrenas!

Sketch do personagem Diego da história Babel - Horizontes. Onde a mesma se encontra em fase de construção.



domingo, 30 de junho de 2013

O herói agora é outro

Saudações amigos e amigas terrenas!

Em minha singela homenagem a esse cômico e grande herói, quis dar-lhe uma outra visão do irreverente polegar vermelho (um de seus apelidos), pensei numa forma mais realista e séria, no intuito de ver como ele reagiria em um momento crítico de ataque e que ele fosse o único, sem esses grupinhos de amigos, onde todos e seus alter ego tenham crises de estrelismo e egoísmo, que possam falhar numa missão e por em risco a vida de pobres e inocentes civis, onde ele pudesse de fato mostrar todo seu potencial de uma forma guerreira e heroica e triunfasse vitorioso com sua marreta biônica!!

Espero que gostem da homenagem, porquê: O herói agora é outro!

"Não contavam com minha astúcia"









sexta-feira, 28 de junho de 2013

Falta pouco

Olá amigos e amigas terrenas!

Bom, já faz algum tempo que estou trabalhando no roteiro de Babel - Horizontes, e com isso, criei os personagens, em especial um deles é Diego, e porquê em especial ele? Babel conta a história de dois amigos e suas escolhas, sua infância, adolescência e fase adulta, eles sonhavam com algo em que a sociedade apenas os taxariam como loucos. Mas, uma visita faz com que seus sonhos e desejos possam ser feitos reais a nossa realidade, isso trará mudanças as quais destinará  suas vidas a um grande feito e a humanidade testemunhá o grande despertar de divindades além da compreensão e significados humanos, culturais, religiosos e científicos. Dimensões, lembranças, gigantes adormecidos, e a entropia se fará presente.












terça-feira, 14 de maio de 2013

"Não contavam com minhas astúcias" - Em breve

Olá amigos e amigas terrenas!

"Não contavam com minhas astúcias"

Um concept de um herói, ao qual fez parte da infância de muita gente mesmo!! E até hoje ele faz parte da nova geração.







Onde minha mente vai...

Olá amigos e amigas terrenas!
...

Onde minha mente vai, quando se está em inercia em meio a toda essa correria e muvuca,
onde ela me leva, quando fecho os olhos
onde quero estar, quando o que nos é presente,são apenas...
pessoas, carros, trânsito e materialismo.

Nossa mente é a gloriosa nave que nos leva daqui,
e nos deixam em lugares majestosos.
Doce utopia de se estar, e de sonhar.



Tentação

Olá amigos e amigas terrenas!

Um sketch, que fiz a pouco tempo, no intuito de estudo do traço realista. Para desenhar mulheres, precisa ter uma atenção redobrada (minha opinião), pelas curvas e o fato de deixa-la sensual. Todas as vezes que desenho mulheres lembro da frase de um amigo:

- Quando desenhar uma mulher, precisa deixa-la de uma forma que você a deseje.

Que o diga, o grande Charles Oak, amigo e professor, a quem admiro muito!




segunda-feira, 13 de maio de 2013

Anunna's - Estudos

Saudações amigos e amigas terrenas!

Bom, estava eu em mais um momento introspectivo quando comecei fazer alguns estudos sobre o mascote Anunna, das futuras camisetas personalizadas: 1INVASOR. Então, claro, fiz alguns sketches para analisar qual melhor formato do meu queridíssimo Anunna ficaria melhor.

Bom, ela terá um intuito de ver um pouco a forma como vivemos em meio a sociedade materialista que hoje nos é presente, uma visão a respeito de política, onde nosso país, quando se trata desse termo, mais parece um circo com seus palhacinhos de terno e gravata em Brasília, no nosso majestoso distrito federal e capital dessas terras tupiniquins (nada contra ao povo de Brasília, mais tudo contra aos safados mentirosos que estão lá no congresso nacional, malditos FDP!), também, terá uma visão crítica aos fanáticos religiosos que usam a fé para ser comercializada, vendida e com uma forma de passar a informação, um tanto quanto "burra e gananciosa".

Bom, em breve, teremos camisetas a respeito desses temas majestosos, e claro, uma outra visão totalmente artística, filosófica, visionaria e poética. "Au revoir", caros amigos e amigas terrenas!












quinta-feira, 25 de abril de 2013

O homem e o silêncio






O homem e o silêncio, algo intrigante

Algo seco, um jogo de incerteza, de quem faz mais barulho, se ele
Ou o silêncio, jogo de uma causa vencida, mas, pra quem...?
Se o homem aprende com o silêncio e o silêncio aprende com o homem, então... o que há no final?
...
Eu sou o nada

Dois seres distintos, um palpável e o outro uma ideia insuperável e onipotente, se gloriando a cada madrugada, a cada fim do aplauso, cada gemido calando-se no fim de um grito, pois por mais que grite, será vencido por ele.
A noite é uma caixinha de surpresa, a solidão massacra os quatro cantos...
...
Dentro de você

Vazios, opacos, soturnos, ricos em nada, ou sim, o nada sendo a personificação do breu ou da luz, ou da lucidez e a loucura, bebam das duas e com as duas viveras, mas sem as duas morrerás vazio.
Mas, quando se pensa no nada, algo ele ou ela se assemelha, ou apenas sua mente, mente, mente e mente novamente pra você... tsc
...
Não adianta

É uma briga de gigantes, briga de gigantes onde a ignorância do homem o venci e o grito do silêncio o sufoca. Gotas de água caem de uma descarga velha, e seus sons vem brincar com o solitário homenzinho daquela noite, carros lá fora, e uma respiração, a dele, nada mais, mas o nada está sendo o nada como o mais, mas, o mais como o ausente nada e nada se faz concreto quando o concreto é a certeza incerta de um nada presente, silencioso e barulhento dentro de sua mente.
...
Sim, é somente se deixar levar pelas palavras

Tire-me daqui
Sumam comigo
Me carreguem
Me joguem
A inércia me move quando minhas pernas e meus pés não me obedecem
Ansioso
Amedrontado
Curioso
Impressionado
Mas, não há motivo de ir agora
Ou há?!?

E sendo uma certeza esvaída de racionalidade quando ela me fala em partir
Pois não mais há uma busca, sem à busca da busca, quando não se tem o porquê da busca, sendo ela em suma consciência lunática, pobre e vil, que nos tira o sono e impulsiona ao ventre sem fim do conhecimento... Libertem-me, libertem-me!!
...
Eu vejo você

E vos mostrarei a doce sinfonia de uma abril fria de céu limpo e convidativo, com uma lua brilhante no céu, perdida entre nuvens de azul claro há um degrade cinza e frio, com sopros gélidos no rosto, entre olhares perdidos em meio ao céu em busca de alguma estrela, estrelas de pouco brilho, piscando em cada passada dessas nuvens cinzas azuladas e frias de abril, com sua mãe as vendo logo acima delas, mas, calma pequenas estrelas, calma, pois não as roubarei de seu doce, arejado e lindo lar, o céu.
...
Não hoje


Não me olhem, pois não entenderiam quão sacra és a verdade dentro de nossas mentes imundas e serenas de paz e rancor, ódio e amor, morte e vida.
...
Renascimento

Sonhos lindos e pesadelos terríveis somos capazes de ver e fazer, e você sabe do que eu falo...
Ah sabe, sabe muito bem...
...
Rsr...

Tenha calma, pois hoje, depois que você conseguiu falar comigo através dessas palavras, eu estarei com você, em você, sendo você, e você, não mais será somente você, agora somos um só, somos único, você e eu, eu e você, unidos, juntos, pois a ideia é poderosa e gigante, capas de tornar-se eterna, e somos eternos, dentro da mente de cada um, eu, um em uns, um invasor, uma colheita, a sinfonia, a marcha continua pra frente sem obedecer regras. Aos porcos falsos, minha singela homenagem, limpa, saudável e gentil, pois aqueles que saboreiam a lucidez, tendem a cair na tênue linha embaraçada da mente, eu e você, agora, hoje, já, um em uns, sempre e até depois do sempre!

Eu vi (Prólogo de: Babel - Horizontes)





“Eu vi horizontes aos quais achei que nunca tivessem um fim, vi momentos dos quais poderíamos se quer dizer que existiram, vi e fiz coisas as quais trago no fundo de minha escura memória, vi estrelas nascerem e fui vilão delas morrerem, vi a lua tocar a terra com seu azul e sutileza da noite, deixando momentos guardados em milhões de memórias... milhões de memórias sozinhas...

Eu vi o Gênesis, a entropia ofegante buscando respirar... Quando já não existia mais ar... Eu guardei todas as lembranças, para que no final... Se realmente existir, mostrar-lhe”

                                                                                                                                             Babel

terça-feira, 19 de março de 2013

Babel - Horizontes

Saudações amigos e amigas terrenas!!

"Os sábios recusam o poder; os loucos o cobiçam, então, o que é Deus?!!"

Descubra em:

Babel - Horizontes
Criada por: Robespierre

História que contará a amizade de dois amigos inseparáveis quando criança e adolescência, quando um toma a decisão de seguir seus objetivos e sonhos, e o outro fica com os sonhos de criança. Eles não queriam viver como todos aqui, uma vida de responsabilidades e trabalho, mas sim, de conhecimento, conhecimento inimaginável mas, para isso teriam que tomar algumas escolhas. cada escolha que eles tomam leva á uma nova fase, cada ação a uma reação inovadora, cada momentos eternizado, cada lembrança esquecida em meio ao escuro do universo, cada milagre, desvendado aos olhos humanos, os segredos do universo sendo revelados aos dois amigos, um é o espírito humano e o outro o próprio caos descontrolado. Babel vai além do que se imagina, a porta de Deus foi aberta, os segredos revelados, os gigantes despertados e tudo se caminha apenas á lembranças as quais, vida, morte, renascimento, traçam uma tênue assombrosa e devastadora.

Um dos personagens principais, Diego Dias.

Character:






Simples assim :)

Olá amigos e amigas terrenas!!

Bom, vou começar de uma forma bem simples e termina-la também de uma forma bem simples mas, grandiosa, audaciosa, desafiadora, intrigante, chamativa, reflexiva, abstrata, clara, absoluta, direta, inovadora, usada, feita, resgatada, não esperar acontecer, fazer acontecer, esse é o tempero que dá gosto a tudo aqui em cima, tudo que há de esperança e amor, tudo que nos move, nos fazem felizes e amáveis,  fazer acontecer, esse é o tempero!!!!






segunda-feira, 18 de março de 2013

Quando caí

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Quando se luta pela causa onde alguns não vêem causa
Quando estrelas são simplesmente apagadas
Quando a solidão o abraça como um rio gélido

...

Deserto
Sem vida
Apenas você e seus demônios

Concept da queda de um anjo...






Passo a passo de - Concept - Man of Steel

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Passo a passo de como cheguei ao meu concept.

Grande abraço pessoal!!






Concept - Man of Steel

Saudações amigos e amigas terrenas!!

Bom, ancioso com a estréia ainda de Man of Steel em Julho aqui em terras tupiniquins  (nos states estréia em Junho, vê se pode isso maninho...), fiz um concept inspirado no que é mostrado no 1° trailer desse filme que promete ser algo épico, opinião minha.

O diretor Zack Snyder, que algumas pessoas não curtem pelo seu estilo "slow motion", é o responsável pela grande faceta de recontar a historia do ET bonitão de krypton, o que muitos duvidam que ele dificilmente dará uma outra cara, pois bem, eu acredito no potencial dele, e claro, eles fizeram algumas correções a repeito dos poderes do bonitão de cueca vermelha em cima da calça (ah, dessa vez Jor-El, vivido por Russell Crowe não mandou a cueca do rapazinho na nave).

Enfim, aí está meu concept.

Grande abraço amigos e amigas!!



quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Tentação - Parte III: Estudo de pintura digital

Olá amigos e amigas terrenas!

Trago um estudo de pintura digital no PS. Ou seja, aprimorando o conhecimento!



Tentação - Parte II

Olá amigos e amigas terrenas!

Continuando a ideia, apenas trago a ilustração sem o detalhe da maçã como estava na anterior.
Apenas o traço feito e arte finalizado no PS.



Passo a passo - Tentação

Saudações amigos e amigas terrenas!

Confiram o passo a passo da ilustração: Tentação.

Até mais...